Facilite o acesso à análise preditiva do talento para gerar ideias que possam ser postas em prática

Chegou a altura de levar a análise do talento para o próximo nível.
A análise do talento não é algo novo. Quer utilize ou não avaliações psicométricas, tem ao seu poder os dados das pessoas que quer entrevistar. Pense sobre as avaliações de desempenho e sobre os índices de satisfação do cliente que se imputam aos colaboradores ou ainda sobre os cumprimento dos ojectivos de vendas. Acrescente a esta informação a avaliação das competências e a das aptidões e poderá passar a conseguir prever o sucesso ou a alterar a forma como recruta e desenvolve o talento na sua empesa. Chegou a altura de levar a análise do talento para o próximo nível.

Video

Desenvolvendo práticas de gestão do talento através da análise do talento já bem implementada

Video

Como é que Dell aumentou as suas vendas e receitas enquanto reduziu o seu turnover, com recurso à psicometria e indicadores de performance (KPI).

How to make data-driven talent decisions

A talent strategy underpinned by data-driven decisions allows companies to recruit individuals who will stay longer, perform better and will be more engaged: key factors leading to higher customer satisfaction and stronger business performance. 

This white paper explains how to convert your employee-related 'big data' into 'smart talent data'.

Talent Analytics: clientes que confiam na cut-e

Optimizando o pipeline do recrutamento

Jason Kemp relata como as ferramentas de avaliação da cut-e levaram a que a Outcome Health, de forma precisa e eficiente identificasse as pessoas certas para a empresa. Os resultados de um estudo de benchmark revelam a forma eficaz como os testes da cut-e apoiam os seus processos de recrutamento.

"Verificámos que mais de 89% das pessoas que contratámos foram de forma correcta e precisa avaliadas positivamente pela cut-e."

Dados de Assessment + Análise Preditiva = Retorno do Investimento

Somos entusiastas da psicometria. Estimulam-nos a utilidade dos conhecimentos gerados por fazermos as perguntas certas, isto é, relevantes para o seu negócio, bem como por intermédio da análise diversificada dos dados obtidos. Estes conhecimentos são importantes para pessoas, equipas, departamentos e companhias. Mais: estes dados sustentam estratégias gestão de talento e aumentam o seu impacto, permitindo recrutar quem realmente importa, ser capaz de reter os melhores e desenvolver o que é crítico para o futuro. O sucesso nestas áreas significa, pois, a criação real de valor.

O recurso à análise preditiva para desenvolver estratégias de recrutamento, selecção e gestão de talentos

Ajudamos os nossos clientes a contratarem tendo em conta o potencial e a desenvolverem para o sucesso. A análise preditiva implica olhar para o futuro, testando, medindo e projectando indicadores de talento. .

A visão macro da análise de talentos preditivos cut-e compreende:

  • Olhar para o presente: analisar funções de actuais colaboradores para identificar indicadores que permitem prever o sucesso. Daqui resulta a criação de Perfis de Sucesso, isto é, um modelo comportamental validado que compreende os principais resultados desejáveis.
  • Talento no seio da organização: orientando o seu desenvolvimento, tendo em conta o novo modelo.
  • Recrutar talentos: avaliação baseada no novo modelo.

Os principais resultados podem incluir um modelo de avaliação validado, um modelo de desenvolvimento validado e uma análise organizacional (heat map).

Best practice: Como desenvolver um estudo de validação

Implementar um sistema de avaliação numa empresa requer investimento. Mas, está de facto a utilizar as ferramentas de avaliação adequadas? Pode correlacionar os resultados das suas avaliações com o as “medidas dos critérios de sucesso” nas funções? Os dados que possui estão a ajudá-lo a tomar as decisões correctas? E pode ainda provar o retorno do investimento nas avaliações? Conduzindo um estudo de validação pode ajudar a responder a estas questões.

Análise preditiva: 4 etapas para obter o máximo de dados psicométricos

A nossa assessoria, no tocante à análise preditiva, geralmente compreende quatro etapas. E, neste contexto, desenvolvemos uma estreita relação de trabalho com cada um dos nossos clientes para definir e entender exactamente as suas necessidades.

Em seguida damos um exemplo do modo como se processa o desenvolvimento deste tipo de projectos:

  • Etapa 1: definição de grupos-piloto e de métricas-chave em termos de negócio/desempenho. A cut-e tem uma vasta experiência no aconselhamento relativamente à melhor forma de definir a amostra populacional para analisar funções específicas. Isto implica a realização de um Assessment e a obtenção de dados sobre desempenho. Os KPIs ​​podem obtidos a partir de projectos já concluídos, de taxas de retenção, dos valores das receitas, de classificações internas atribuídas por clientes, dos lucros, da produtividade ou do que for considerado importante pelas organizações.
  • Etapa 2: Internal roll out. A cut-e lida frequentemente com toda a logística associada a um Assessment ou processo de colheita de dados. Nós encarregamo-nos da comunicação e asseguramos a entrega do plano do projecto. Conscientes dos custos em tempo e recursos, recorremos ao mobile Assessment o que nos permite, por exemplo, realizar entrevistas pelo telefone.
  • Etapa 3: análise de dados e desenho do modelo. Neste contexto, os nossos analistas de dados investigam correlações, por exemplo, entre os resultados do Assessment da cut-e e os dados de desempenho real. Também analisamos a melhor forma de apresentar e implementar os resultados obtidos.
  • Etapa 4: Relatórios. Dependendo dos requisitos podemos criar um modelo de relatório para selecção, para desenvolvimento e/ou uma análise organizacional/heat map. O heat map fornece uma visão panorâmica da organização ou de um grupo no seio da mesma, sendo que estes resultados são comparados com pontuações/classificações de competência específicas ou pontuações médias de competência. Relatório que pode ser apresentado à administração da empresa.

Os projectos de análise predictiva ajudam as empresas a tomar a melhores decisões no que diz respeito ao Talento

De acordo com o Barómetro de Assessment 2016 da cut-e, os departmentos de RH e as equipas de recrutamento das empresas integram cada vez mais as avaliações online nos seus Sistemas de Informação para RH para assim poderem aferir, avaliar e demonstrar a ligação entre as suas actividades, no que diz respeito ao talento, e os resultados da empresa.
Este estudo revela que 45% das empresas que realizam processos de avaliações estão agora realizar também processos de data mining que as habilita a poder retirar informação mais complexa dos seus processos de avaliação. Por exemplo, algumas empresas estão a correlacionar os seus dados de selecção com os dados de desempenho on-the-job e os dados predictivos dos seus projectos futuros.
 „Os resultados dos processos de avaliação estão agora mais acessíveis e de fácil interpretação“ disse Achim Preuss, Managing Director da cut-e. „As equipas de RH utilizam cada vez mais as „análises predictivas do talento“ para obterem novos insights sobre o talento e para optimizar os planos de sucessão e de retenção de colaboradores.
A sua empresa está a tirar o máximo partido dos resultados das avaliações? Entre em contacto com a cut-e para colocar este procedimento em marcha.

Ponha os resultados das avaliações a trabalhar para si – como desenvolver um Perfil de Sucesso

Talvez a sua empresa já tenha feito registo de dados durante vários anos ou talvez esteja apenas agora a dar os primeiros passos na área do assessment. De todos os modos, conhecer e saber as ferramentas de sucesso irá mantê-lo informado e irá fortalecer a sua estratégia de talento. O perfil de sucesso irá guiar as suas actividades de atracção e recrutamento, e indicar as áreas para desenvolvimento. Para além disso clarifica, aos seus colaboradores, o que é necessário para que o negócio tenha sucesso e fornece um esquema de trabalho no qual cada actividade tem um lugar. O resultado principal deste estudo sobre o talento da sua empresa é desenvolver: o perfil de sucesso.

Quatro áreas-chave contribuem para este Perfil de Sucesso

Estudo de mercado de sucesso: Trabalhamos em parceria de forma a que possa compreender como o sucesso funciona na sua organização. Ajudamo-lo a indetificar os profissionais bem sucedidos, a compreender como toma as suas decisões relativamente a este tema e quais as razões que os tornam bem sucedidos. Podem ser certas capacidades, competências ou motivações. Os nossos especialistas em pesquisas de mercado trabalham nas suas estatísticas e experiências psicométricas e apresentam-lhe os resultados de forma fácil de compreender.

Análise de performance: as nossas ferramentas de assessment podem prever certos comportamentos e capacidades. Podemos mapear estas características em competências que necessita e ajuda-lo a alcançar prever performance de forma objectiva.

Estudo organizacional: os seus quadros, as suas estratégias e processos serão analisados. As dimensões que funcionam serão mantidas, e iremos trabalhar de forma a ajustar as  componentes menos fortes.

Análise de Perfil: Analisar o que envolve o trabalho e como evolui é fundamental. Podemos entrevistar especialistas em emprego e partilhar o que é necessário em comportamentos mensuráveis, claros e definidos.
 

Clarificar as métricas de RH: prever, apresentar e obter um lugar de destaque

Neste artigo tentamos compreender de que forma os RH conseguem adicionar valor real ao negócio através da análise do talento: através de dicas práticas e concretas para que possa começar. O Barómetro de 2016 revelou que menos de metade das empresas que participaram no estudo, utilizam sistemas de Big Data – e, naquelas que o fazem, menos de metade dos seus profissionais de RH sabem dos custos associados a estes projectos. Se os RH aspiram a ser um parceiro de negócios que realmente acrescenta valor, então necessitam de compreender as métricas de RH no sentido de antecipar as necessidades.

O Big Data nos RH e analise de Talento

O Big Data nos RH e analise de Talento: é tempo de compreendermos tudo? O Big Data tem sido um tópico de grande interesse. A internet está cheia de histórias e discussões sobre este tema e a opinião consensual é que o Big Data altera a forma como trabalhamos. Mas como? Neste artigo olhamos para o que é o Big Data, como os RH a estão a utilizar e quais devem ser os próximos passos.

pesquise-produtos

Pesquise entre mais de 40 testes psicométricos pelo teste mais adequado ao que pretende.
Search by
Topic
Instrument
Contacte-nos

Telefone +351 21 901 33 23

ou clique aqui

Subscreva a talentNews